domingo, 31 de Agosto de 2008

Sofrer para vencer!


O GD Ribeirão deslocou-se hoje ao terreno do Amarante, para disputar a 1ª Eliminatória da Taça de Portugal, e venceu por duas bolas a uma, num jogo onde teve duas equipas preocupadas em jogar futebol e uma equipa de arbitragem a querer ser o protagonista da partida, mas as gentes de Ribeirão já começam e estar habituadas a que sempre que o GDR é apitado por equipas de arbitragem da AF Aveiro e especialmente pelo Sr. António Resende, de ter de jogar não contra 11, mas sim contra 14 e hoje mostrou mesmo com todos os contratempos criados pelos arbitros que consegume vencer e convercer, e não fossem as expulsões e o jogo só teria um sentido, que era a baliza do Amarante.
O GD Ribeirão entrou muito bem no jogo e logo aos 3 minutos inaugurou o marcador por intermédio de Forbes, e aos 23 minutos consulidou a vantagem no marcador novamente por intermédio de Forbes, já sem o treinador do GDR fora do banco de suplentes, sendo que a 1º parte foi de sentido único. Na 2ª parte e com as habilidades da equipa de arbitrgem que quis chamar a si o protagonismo e após expulsão de Carlitos e Vitor Lobo e após o GDR ter desperdiçado inumeras oportunidades de chegar à goleada,o Amarante lá chegou ao seu tento de honra e conseguiu causar alguma expectativa no encontro, mas onde o guardião Diego e toda a equipa do GDR derão uma mostra do seu valor e entrega, não deixando a vitoria fugir.
O técnico Luís Miguel demonstrou que mesmo fazendo algumas alterações ao onze do GDR que consegue manter os mesmos niveis exibicionais e a qualidade em nada se alterou.
O GD Ribeirão com esta vitória passa à 2ª Eliminatoria da Taça de Portugal e soma a 2 vitória em tantos jogos oficiais esta época.

quarta-feira, 27 de Agosto de 2008

FAZ-TE SÓCIO

CAMPANHA 2000 SÓCIOS

FAZ-TE SÓCIO!!!

Sócio isento até aos 14 anos - isento
Sócio estudante (14 - 18 anos) - 2,50€
Sócio bancada (Homens) - 5.00€
Sócio bancada (Senhoras) - 4.00€
Sócio reformado ( mais de 65 anos) - 4.00€
Sócio amigo (não dá entrada nos jogos) - 2.50€
Sócio empresa (2 cartões transmissiveis) - 20.00€
Camarote VIP (1 lugar) - 200.00€ época
Sócio com cadeira (cativo) - acresce o valor de 2.50€ ao valor da quota normal

INFORMAÇÃO - A proposta de sócio deve ser entregue juntamente com 2 fotos tipo passe recentes e joia de 2 euros...

Podem pedir a proposta nos cafés em RIBEIRÃO...
Temos que nos unir para termos um RIBEIRÃO cada vez maior e melhor...

segunda-feira, 25 de Agosto de 2008

Entrar a ganhar!

Foi um bom jogo no Estádio do Passal com duas equipas a disputar um bom futebol, de salientar umas bancadas muito despidas em relação ao que se via nos últimos jogos da temporada transacta.



O GD Ribeirão com uma equipa jovem a tentar chegar sempre perto do golo com Forbes a não dar descanso aos defesas contrários. O Vianense ao longo de toda a partida a deixar boas indicações de que poderá fazer um campeonato tranquilo tal como o Grupo Desportivo de Ribeirão.


No estádio do Passal assistiu-se a uma primeira parte dividida com o Ribeirão a tentar chegar ao golo mas pela sua frente tinha um guarda redes do Vianense em tarde inspirada e com grandes reflexos a negar por várias vezes o golo aos dianteiros do Passal. O Ribeirão com um meio-campo muito dinámico e trabalhador com Mendes, Bruno Pereira e Moita e realizar um bom primeiro tempo. Resultado ao intervalo, justo, sem grandes oportunidades de golo, a não ser quase no termino da 1ª parte, num cabeceamento de Tiago Martins a passe de Moita e onde o guardião forasteiro mostrou excelentes predicatos ao defender com brilharete. O domínio do jogo inicialmente pertenceu aos visitantes, mas apartir dos 10 minutos, foi a equipa comandanda por Luís Miguel quem mandou no jogo, depois assistui-se a um equilibrio e ao fechar a 1ª parte voltou novamente a ser a equipa ribeirense a criar perigo.


Após o intervalo o GDR entrou com uma dinámica de jogo maior com Forbes muito mais em jogo e a ganhar muitos lançes aos defesas contrários e a fazer sempre boas combinações tanto com Tiago Martins como com Bruno Pereira e com Mendes. O Vianense lá ia num ritmo mais lento do que na primeira parte ate á area do GDR mas os defesas Rola e Pica ou até mesmo o guarda-redes Litos que mostrou muita segurança, resolverem tudo. Aos 60 minutos lá chega o golo da equipa da casa com Forbes a apontar o mesmo, após cruzamento de Vitor Lobo na esquerda. O Ribeirão já com uma alteração efectuada a saida de Moita para a entrada de Abdou, não desistiu de atacar e procurou na mesma o segundo golo, o que dava maior tranquilidade, e esteve quase a consegui-lo por abdou que enviou uma bola ao poste e por intermédio de Tiago Martins que tentou um chapéu ao guarda-redes do vianense que efectuou a defesa da tarde, negando o golo aos ribeirenses, Forbes foi um dos que mais lutou e procurou o golo. Num excelente trabalho de Forbes que inclusive remata a trave Abdou de baliza aberta envia o esferico por cima da baliza, uma grande oportunidade desperdiçada. O Ribeirao sempre a insistir e cada vez mais mas o guarda redes visitante mostrava-se intranpunivel e efectuava defesas de grande nivel.



Foi uma partida agradável com o grande GD Ribeirão a prometer fazer uma boa temporada, e nada como começar a época a ganhar, sempre dá maior confiança e tranquilidade aos jogadores. Parabéns à equipa visitante que não veio jogar com o autocarro em frente da sua balliza e mostrou ser uma equipa com bom futebol.

(Registe-se a pouca aderencia de publico que não trouxe o colorida dos últimos jogos da temporada transacta, talvez ainda esteja muita gente de férias)
Agradeço a análise do jogo realizada por CN




sexta-feira, 22 de Agosto de 2008

Sorteio da Taça de Portugal

Realizou-se esta semana, na sede da Federação Portuguesa de Futebol, o sorteio da 1ª eliminatória da Taça de Portugal, prova "rainha" em Portugal e que tem como local mitico a finsl no Estádio Nacional.
O sorteio ditou que no dia 31 de Agosto o GD Ribeirão se tenha de deslocar até ao Marão, onde irá defrontar a equipa do Amarante, que tal como o Ribeirão compete na II divisão nacional, na série B.

Últimos Reforços

O GD Ribeirão acabou de contratar o avançado ex-Penafiel Bacari, sendo a última aquisição do plantel ribeirense, que se vieram confirmar a do avançado Jefferson ex-Fluminense que estava a treinar à experiência, e finalmente foi confirmado a presença do central ex-SC Braga por empréstimo do defesa central Palmeira, ficando desta forma o plantel do GD Ribeirão para a Época 2008/2009 fechado e sobre o comando do técnico Luís Miguel, que todos esperamos que façam um campeonato tranquilo e consigam alcançar o mais depressa possivel os objectivos propostos pela direção e equipa tecnica, que passam pela manutenção, se possivel repetir o lugar nos seis primeiros e depois é deixar sonhar como na época transata.

segunda-feira, 18 de Agosto de 2008

Blog do GD Ribeirão

Nesta altura, em que todos os ribeirenses estão ansiosos por ver o plantel do GD Ribeirão que irá competir na 2ª divisão na época 2008/2009, na qual os atletas, o novo técnico Luís Miguel e a Direcção do Clube tudo farão para dar imensas alegrias aos seus sócios e simpatizantes.


Já aqui fizemos o balanço da prestação da equipa principal, nos jogos de preparação e das perpectivas para a nova época, também recordamos os resultados e prestações de todo o universo GDR, faltando apenas o balanço, destes 6 meses on-line, deste blogue NÃO OFICIAL DO GDRibeirão.

Posso afirmar, sem falsas modéstias, que tenho conseguido atingir os objectivos a que me propus no início deste espaço, em 4 de Fevereiro de 2008: CONTRIBUIR PARA LEVAR O NOME DO AMADO GDR MAIS LONGE E MAIOR!!

Para além das milhares de visitas oriundas dos mais diversos pontos de Portugal, já escreveram http://gdribeirao.blogspot.com em toda a Europa (Espanha, França, Suiça, Alemanha, Inglaterra, Itália, Luxemburgo, Holanda,etc), Ásia (Macau, China, Japão), América do Norte (EUA, Canadá), América do Sul (Brasil, Cuba, República Dominicana, Venezuela, Argentina), Africa (Angola, Moçambique, Cabo-Verde, Marrocos, Nigéria, Africa do Sul). É COM ORGULHO QUE AQUI ESCREVo QUE O GDR, também através deste blogue, TEM PERCORRIDO O MUNDO.

Estes dados traduzem-se em mais de 17.555 visitas ao blogue, com especial destaque para o mês de Junho 2008, que tem demonstrado que este blog está em crescendo, senão vejamos os últimos quinze dias com centenas de visitantes e comentários.


Mas, não quero ficar por aqui, e contando com todos vocês quero mais, muito mais, PARA QUE, TODOS JUNTOS, CONSIGAMOS LEVAR ainda MAIS LONGE E MAIS ALTO O NOME DE RIBEIRÃO!

Como já disse, em jeito de balanço, MUITO OBRIGADO A TODOS QUE NOS VISITAM.

COM ISSO ESTAMOS, TODOS NÓS, A AJUDAR O ENGRANDECIMENTO DO GDR E DA NOSSA VILA...

Nota: Dentro das nossas possibilidades, e também contando com a colaboração de todos aqueles que visitam o blog, tentarei postar ainda mais informações sobre o GDR neste blogue, não deixando de parte a minha visão isenta sobre o Clube...

Sócio nº500

Antevisão da 1ª Jornada

O GD Ribeirão inicia a época 2008/2009 do campeonato da 2ª Divisão, em casa, recebendo a equipa do SC Vianense, que ascendeu esta época ao nacional da 2ª divisão pela mão do conhecido António Vidalgo. Mais conhecido pelos comentários televisivos e antigo guarda-redes de Benfica e Sporting, António Fidalgo está a recuperar a sua desconhecida paixão e aptidão como treinador de futebol no Alto Minho. Em dois anos foi campeão no Valdevez e no Vianense.
Em Dezembro, pegou no Vianense em 8º lugar, a 12 pontos do líder, e conseguiu o milagre: campeão e subida à 2ª Divisão. "Foi sorte. Só que, no futebol, a sorte dá muito trabalho", reage o comentador-treinador, que está a preparar a nova época do Vianense, cujo objectivo é "pagar os vencimentos ao fim do mês". Mas reconhece que toda a gente joga sempre para ganhar.
Na pré-temporada o Vianense conta com 3 vitórias (com clubes da 3ª divisão), 2 empates (clubes da 3ª divisão) e uma derrota com o primodivisionário Maritimo, fazendo um balanço positivo da pré-temporada.
Quanto à equipa do Passal, depois de renovar o plantel, e depois de já ter trocado de treinador antes mesmo do iníco do campeonato, obteve duas vitórias nos últimos encontros que realizou, e ao fim de duas semanas de trabalho do novo técnico Luís Miguel, os ribeirenses já com o estatuto de equipa de 2ª divisão tem pela frente um osso duro de roer, pois está perante uma equipa que vem da 3ª divisão onde foi campeão e sobe a orientação do experiente António Vidalgo, virá a Ribeirão complicar e de que maneira a equipa ribeirense. Todavia, os ribeirenses não irão deixar os seus créditos por mãos alheias e certamente irão dar aos sócios a primeira alegria da época, e irão concerteza conquistar os três pontos e rugar uma excelente exibição, deixando em campo uma mostra do seu real valor e capacidade.

domingo, 17 de Agosto de 2008

2ª Vitória na pré-temporada

Bragança 0 - 2 GD RIBEIRÃO
O GD Ribeirão deslocou-se ontem (sábado) a Bragança, onde defrontou a equipa local em mais umjogo de preparação, desta feita o último antes da competição a sério, e venceu por duas bolas a zero,com golos de Forbes e de Jefresson que está à experiência no clube do Passal. Foi umjogo já sobe a orientação do novo técnico ribeirense Luís Miguel, e já deu para ver algumas mudanças operadas pelo novo técnico, onde realça-se a maior disponibilidade dos atletas em busca da bola.

GDB apresentou o plantel aos sócios e homenageou Pizzi
O Grupo Desportivo de Bragança recebeu o Ribeirão na partida de apresentação aos sócios. Os transmontanos perderam ao cair do pano por 0-2 mas bateram-se bem perante um Ribeirão recheado de promessas do futebol português.


O encontro do passado dia 16 de Agosto ficou marcado, ainda, pela homenagem do Desportivo ao seu ex-atleta Pizzi, emprestado pelo Sporting de Braga ao Ribeirão. A direcção canarinha ofereceu uma camisola do clube como reconhecimento da entrega do jovem enquanto jogador do Bragança.O jogo foi marcado pelo equilíbrio entre as duas equipas mas sem muitas oportunidades de golo. Ainda sem o treinador Lopes da Silva no banco, ausente por motivos pessoais, o GDB jogou taco a taco com o Ribeirão, equipa que milita na II Divisão. Na primeira parte, Pizzi para os forasteiros e Lixa e Pardal dos brigantinos foram as grandes figuras. Por seu lado, a segunda metade iniciou, praticamente, com uma clara oportunidade de golo para o Ribeirão. O recém entrado Forbes frente a Zé Luís atirou ao lado. E, na resposta, Carlitos tentou a sorte num bom remate de meia distância mas para as mãos do guardião forasteiro. Toni com algumas boas arrancadas na ala direita foi o jogador brigantino em evidência durante o segundo tempo. Mas, enquanto o GDB controlava a partida, e já nos momentos finais, o Ribeirão inaugurou o marcador por intermédio de Jefferson. Aos 85 minutos, o avançado forasteiro apareceu ao segundo poste solto de marcação, tirou Zé Luís do caminho e rematou para o fundo da baliza. E, passados cinco minutos e na sequência de um canto, Forbes apareceu na pequena área brigantina e cabeceou com sucesso para o 0-2. Apesar do resultado e do cansaço (no dia anterior os Brigantinos foram perder por 1-0 a Moncoro) o Desportivo deu uma boa réplica batendo-se bem contra uma equipa que milita noutro campeonato.


Ficha de jogo:
GDB 0 – Ribeirão 2
Estádio Municipal de Bragança
GD Bragança: Ximena, Ibraíma, Fernando Silva (c), Rui Gil, Carlitos, Toni, Couto, Karaté, Lixa, Pardal, Pinhal.
Jogaram ainda: Zé Luís, Pires, Café, Luís Rodrigues, Feija, Luís Paulo, Fontoura, Jaime, Ice e Pedrinha.
Treinador: Ilídio Monteiro


GD Ribeirão: Litos, Pica, Serafim, Moita, André Serras, Tiago Martins, Bruno Pires, Mendes, Rocha (c), Pizzi, Jerónimo.
Jogaram ainda: Diego, Abdon, Forbes, Adriano, Rui Lopes, Jefersson, Mesquita e Carlitos
Treinador: Luís Miguel
Árbitro: Octávio Pereira
Marcadores: 0-1 por Jefersson (85’) e 0-2 por Forbes (90’)
Ao intervalo: 0-0


Declarações
Ilídio Monteiro (Treinador Adjunto do GDB) “Batemo-nos bem, principalmente na primeira parte. Depois, com as substituições, o ritmo baixou, o que é normal e depois de um jogo que fizemos ontem em Moncorvo, a equipa também está um bocado cansada. Mas este foi um bom teste, com uma boa equipa que nos obrigou a trabalhar e nós não ficámos nada a dever ao Ribeirão. ”
Luís Miguel (Treinador do Ribeirão) “O tempo escasseia, tenho que aproveitar ao máximo para conhecer bem os jogadores e tentei colocá-los a todos, independentemente do tempo que eles iam jogar. Embora eu saiba, também, que é extremamente importante, nesta altura, os jogadores terem minutos nas pernas. Foi isso que tentámos gerir. Temos uma equipa de qualidade com muita juventude mas há aspectos tácticos a melhorar. O Bragança tem uma excelente equipa! [Sobre Pizzi] É um excelente jogador, muito profissional, sempre disponível nos treinos e acho que tem «pernas para andar». ”
Pizzi (Jogador do Ribeirão) “Foi bom ser homenageado. É sempre difícil jogar contra a equipa do meu coração mas tem que ser, é o futebol! Vim aqui a representar o Ribeirão e foi um bom treino. Sobre o futuro, espero regressar o mais rapidamente ao Sporting de Braga e vou trabalhar para conseguir esse objectivo .”


sexta-feira, 15 de Agosto de 2008

Momentos de Glória!







E O MEMORÁVEL CORDÃO HUMANO

Calendário II Divisão

Já é conhecido o calendário de jogos para a época 2008/2009 do Campeonato Nacional da II Divisão. O sorteio realizou-se esta quinta-feira, no Auditório Manuel Quaresma, na sede da Federação Portuguesa de Futebol.



Eis os resultados:

- Série A -
1. SC Maria da Fonte
2. GD Chaves
3. Moreirense FC
4. FC Tirsense
5. CF Caniçal
6. GD Ribeirão
7. CD Ribeira Brava
8. AD Pontassolense
9. SC Vianense
10. Marítimo, SAD
11. CA Valdevez
12. SC Mirandela



- Matriz de jogos -
1ª jornada (24.08.2008): 1-3, 10-5, 8-7, 6-9, 4-11, 12-2
2ª jornada (07.09.2008): 3-12, 5-1, 7-10, 9-8, 11-6, 2-4
3ª jornada (21.09.2008): 3-5, 1-7, 10-9, 8-11, 6-2, 12-4
4ª jornada (28.09.2008): 5-12, 7-3, 9-1, 11-10, 2-8, 4-6
5ª jornada (05.10.2008): 5-7, 3-9, 1-11, 10-2, 8-4, 12-6
6ª jornada (12.10.2008): 7-12, 9-5, 11-3, 2-1, 4-10, 6-8
7ª jornada (26.10.2008): 7-9, 5-11, 3-2, 1-4, 10-6, 12-8
8ª jornada (02.11.2008): 9-12, 11-7, 2-5, 4-3, 6-1, 8-10
9ª jornada (16.11.2008): 9-11, 7-2, 5-4, 3-6, 1-8, 12-10
10ª jornada (23.11.2008): 12-11, 2-9, 4-7, 6-5, 8-3, 10-1
11ª jornada (30.11.2008): 11-2, 9-4, 7-6, 5-8, 3-10, 1-12

Traduzindo isto por miudos ;),dá qualquer coisa como:



1ª jornada (24.08.2008): GD RIBEIRÃO - SC VIANENSE
2ª jornada (07.09.2008): CA VALDEVES - GD RIBEIRÃO
3ª jornada (21.09.2008): GD RIBEIRÃO - GD CHAVES
4ª jornada (28.09.2008): FC TIRSENSE - GD RIBEIRÃO
5ª jornada (05.10.2008): SC MIRANDELA - GD RIBEIRÃO
6ª jornada (12.10.2008): GD RIBEIRÃO - AD PONTASSOLENSE
7ª jornada (26.10.2008): MARÍTIMO B - GD RIBEIRÃO
8ª jornada (02.11.2008): GD RIBEIRÃO - SC MARIA DA FONTE
9ª jornada (16.11.2008): MOREIRENSE FC - GD RIBEIRÃO
10ª jornada (23.11.2008): GD RIBEIRÃO - CF CANIÇAL
11ª jornada (30.11.2008): RIBEIRA BRAVA - GD RIBEIRÃO

quinta-feira, 14 de Agosto de 2008

Sorteios da II e III Divisão já definidos

Os sorteios da II e III Divisões nacionais realizam-se hoje, na sede da Federação Portuguesa de Futebol, depois de definidos os clubes que participarão nos referidos campeonatos, após a decisão do Conselho de Justiça da FPF, deliberando a descida automática do Machico, do Fafe e também do Camacha à III Divisão nacional, já esta época. O sorteio da II Divisão realiza-se pelas 10h30 e o da III Divisão pelas 15h30.

Luís Miguel é o novo técnico

Luís Miguel por Caldas
Luís Miguel é o novo treinador do Ribeirão, substituindo António Caldas, o técnico escolhido para dar corpo ao protocolo estabelecido entre o Braga e o Ribeirão. A decisaõ de substituir António Caldas foi tomada de acordo entre Adriano Pereira e António Salvador, presidentes do Ribeirão e do Braga, respectivamente. As causas para o desenlace permanecem no segredo dos deuses. Pelo menos por ora.

Luís Miguel é o novo treinador do Ribeirão, ocupando o lugar aberto pela saída de António Caldas que, recorde-se, saiu devido a desavenças com o presidente Adriano Pereira. O treinador é hoje apresentado (15 horas), dirigindo em seguida o primeiro treino. Luís Miguel, antigo jogador do Sporting, tem em Ribeirão oportunidade de fazer uma época completa, fazendo-se mais uma vez acompanhar por Pedro Reis e Alexandre Lopes. Quanto ao plantel, começou esta semana à experiência o avançado brasileiro Jefferson, de 21 anos, atacante que fez formação no Fluminense.

1ª Vitória na pré-temporada

GD RIBEIRÃO 3-0 AROUCA
Depois de ser tornado publico a despedida ainda antes do início do campeonato de António Caldas, por divergências com a direcção do clube ribeirense, os atletas da equipa do Passal deram esta quarta-feira uma mostra cabal do seu potencial valor, ao derrotarem em casa uma equipa do seu escalão o Arouca por três bolas a zero.
Os golos foram apontados por Forbes, Mendes e Adriano, traduzindo-se na 1ª vitória dos ribeirenses na pré-temporada, com uma boa exebição, digna do clube que representão, onde os destaques vão para os ex-arsenalistas (Pizzi, Mendes e Forbes) que realizaram uma excelente partida e para mais um golo de Adriano que este ano parece estar de volta ao seu melhor nível. è caso par dizer em forma de desabafo: -finalmente uma vitória!!!
Quanto ao novo técnico eu apostaria em Luis Miguel, pois fez um bom trabalho nos comandos do Lousada na época passada e é um homem à imagem do Lito Vidigal e do nosso Presidente, vai ser o homem em quem vamos depositar confiança para ganhar jogo a jogo.

RIBEIRÃO PRESCINDE DE ANTÓNIO CALDAS

O campeonato ainda não começou mas mais um treinador foi dispensado. Depois de Álvaro Magalhães (despedido do Sporting da Covilhã quando completava um mês de trabalho), a vez de António Caldas deixar o Ribeirão (II Divisão).Técnico dos quadros do Sporting de Braga (dirigiu a extinta equipa B, os juniores e pontualmente a equipa principal), António Caldas foi este destacado para o projecto do Ribeirão, que vai funcionar como satélite do emblema bracarense. Mas revelou-se efémera a experiência.

terça-feira, 12 de Agosto de 2008

«Temos que ser arrogantes na finalização»

O novo treinador do GD Ribeirão quer que a sua equipa pratique bom futebol, com imaginação e com fantasia. No entanto, como assevera, «não quero uma equipa de bailarinos». A versão 2008/09 da equipa ribeirense está ainda a ser construída, com a garantia de que cada jogo é para encarar com espírito vencedor. Para tal, António Caldas quer que os seus atletas «sejam arrogantes na finalização»

CIDADE HOJE (CH): Decorridas cerca de 3 semanas desde o início dos trabalhos, quais as primeiras impressões do plantel que tem ao seu dispor?
António Caldas (AC): Para ser franco, as impressões são fantásticas. Tenho um grupo bastante homogéneo, com uma postura e atitude dignas de realce, tanto em termos técnicos como tácticos. Por outro lado, temos um balneário que me parece muito acima da média, em termos de união, satisfação individual e colectiva. Isso deixa-me satisfeito.Uma equipa faz-se dentro de portas e é dentro do balneário que deve nascer um grupo coeso e forte; conhecedor do seu trabalho e da estratégia da equipa, por forma a que ela acredite nas suas potencialidades e se sinta bem.
CH: É novo em Ribeirão e o plantel foi consideravelmente remodelado relativamente à época passada. Há mais trabalho para fazer?
AC: É um grupo novo, com muita gente nova, que abraça um projecto com uma nova filosofia, que está a ser introduzida no grupo de trabalho e agrada-me a forma como os jogadores a estão a receber; porque são inteligentes, têm qualidade técnica e, ao mesmo tempo, em termos mentais, são fortes.Obviamente, temos que dar tempo para que cada um se conheça e se enquadre com os outros, para podermos, na realidade, fazer aquilo que pretendo desta equipa e que será um conjunto que deverá praticar um futebol que nos agrade a nós e à massa associativa.
CH: Na apresentação destacou que o primeiro objectivo é a manutenção, salvaguardando a ideia de que a equipa iria honrar os pergaminhos do clube. Ante as boas campanhas desportivas passadas, a fasquia está elevada.
AC: Como sabemos, cada jogo tem a sua história. Uma coisa que prometi e os atletas também prometem é que, em cada jogo, vamos lutar pela vitória. Iremos empenhar-nos ao máximo para poder usufruir dos três pontos em disputa.
CH: Os adversários olham para o Ribeirão como um dos principais candidatos à subida de divisão. Daqui resultam dificuldades acrescidas?
AC: É evidente que sim. No entanto, essa pressão que os adversários querem colocar sobre nós é uma forma simpática de fugirem às suas responsabilidades. Nós sabemos onde estamos, o que queremos e o que contamos. No entanto, essa pressão não me afecta e até gosto que pensem dessa forma, porque é certo que terão pela frente um Ribeirão forte e terão que trabalhar muito para nos tentar vencer.
CH: O plantel é muito jovem. De que forma poderá lidar com essa pressão?
AC: Ganhando, sentindo prazer no trabalho e acreditando naquilo que está a fazer. Temos um plantel com muita juventude, mas também temos alguns atletas com muita maturidade. Nesse sentido, vamos apostar na irreverência dos mais novos e na sua ambição, apoiando com a experiência e dando, dessa forma, o equilíbrio necessário, uma maior coesão e alguma liberdade para os mais novos poderem usufruir e desfrutar da sua juventude e imaginação para podermos formar aqui uma verdadeira equipa.
CH: O plantel já está fechado?
AC: Desde a primeira hora o plantel está fechado, mas as portas estão sempre abertas para um atleta que seja uma mais-valia. É evidente que conto com aqueles que cá estão, mas necessitamos de mais qualquer coisa, designadamente em termos de avançados. Não vamos fazer disso um problema. Continuamos a trabalhar e vamos ver o que é que surge.
CH: Que tipo de jogo procurará implementar no Ribeirão?
AC: Pelas características dos meus atletas, que são muito bons tecnicamente, pugno por um futebol de circulação de bola, de movimento; um futebol com imaginação e com fantasia. Essa será a nossa estratégia para ultrapassarmos os nossos adversários. Procuraremos desgastá-los mentalmente para depois os neutralizar. Eu quero divertir-me e quero que os atletas se divirtam e, dessa forma, procuraremos divertir quem nos vem ver. Por isso, queremos praticar bom futebol, até porque não gosto de um futebol directo, feito de duelos; gosto de um futebol trabalhado, e pelas qualidades individuais dos atletas, que procuraremos maximizá-las em termos colectivos, tentaremos criar uma marca positiva e da qual todos os ribeirenses se sintam orgulhosos.
CH: Esse tipo de futebol exige uma apurada condição física?
AC: É evidente que sim. Desde a primeira hora que falo aos jogadores em rigor e ambição para podermos discutir e estar ao nível do clube. Nesse sentido, temos que trabalhar para ter bons índices físicos e psicológicos para fazermos aquilo que temos idealizado.
CH: Algum pragmatismo será necessário quando os adversários a tal obrigarem?
AC: Estamos a falar de um jogo. A nossa identidade é a nossa qualidade, a imaginação e a fantasia, mas sabemos onde estamos. E, por exemplo, na zona da finalização, temos que ser agressivos e arrrogantes. Eu quero uma equipa arrogante porque, apesar de falar em imaginação e fantasia, não quero uma formação de bailarinos.Quero uma equipa que pratique bom futebol, que ponha em campo toda a sua fantasia, qualidade e habilidade técnica; que consiga neutralizar o adversário através da posse de bola e quero pragmatismo na zona de finalização, onde temos que ser acutilantes e letais.O Ribeirão apresentar-se-à sempre de forma extremamente ofensiva, disputando cada jogo, seja com quem for, em casa ou fora, da mesma forma; sem medo de perder e partindo sempre com a convicção de que vamos vencer.
CH: Que expectativas tinha quando soube que vinha para o Ribeirão e aquelas com que se confrontou quando aqui chegou?
AC: Já conhecia o Ribeirão, de vir cá ver alguns jogos, e sempre tive uma imagem fantástica do clube, porque me apercebi da envolvência que o rodeia. Agora que aqui estou, reconheço que a estrutura é fantástica e nunca senti tanto apoio das pessoas responsáveis. Isto agrada-me imenso. É uma autêntica família. É óbvio que isto nos faz sentir bem e estou maravilhado com esta postura que conhecia enquanto observador, mas, agora que a vi e a estou a experimentar, é fantástico.

Rui Lima

«Somos o melhor clube do concelho»

Adriano Pereira, presidente do GD Ribeirão
Depois da melhor época de sempre na história do clube, que ficou a uma vitória da subida à Divisão de Honra, o Ribeirão tem, como primeiro objectivo, a manutenção, embora, como destaca o seu presidente, «sabemos que temos potencial para mais, que temos um grupo de trabalho excelente e, a partir daí, temos o dever e a obrigação de fazer algo mais, até porque o clube já habituou o futebol da 2.ª divisão e os nossos adversários a ter qualidade e a ficar na parte superior da tabela classificativa».
CIDADE HOJE: O plantel já está fechado?

Adriano Pereira (AP): Não. Falta ainda contratar um ou dois jogadores, essencialmente, um ponta-de-lança e um médio. Estamos ainda à procura.

CH: Esses jogadores virão ao abrigo do protocolo com o Sp. Braga?

AP: Talvez, mas para contratar o ponta-de-lança teremos que ir ao mercado, porque o Braga não tem o jogador que pretendemos.

CH: A eventual contratação desse jogador obedecerá sempre aos limites orçamentais?

AP: É evidente que sim. Como todos sabem não podemos pagar muito, mas pagamos a tempo e horas. Isso é apanágio nosso e não vamos criar muitas ilusões a gastar o dinheiro que não temos. Temos que contratar jogadores com qualidade e que queiram singrar no futebol.

CH: Têm um plantel consideravelmente remodelado. Pode ser um handicap?

AP: Já na época passada aconteceu o mesmo e já estamos habituados a isto. A partir do momento que temos jogadores com qualidade, jovens valores, outros clubes, com maior poder económico vêm aqui buscá-los para outras divisões e, quando assim é, temos que preparar uma estrutura nova. É sinal de que aqui há bons treinadores e que há uma boa estrutura que apoia esses valores, ajudando-os a singrar na modalidade e confio que, com os que temos, vamos fazer, novamente, um bom campeonato.

CH: Há alguma experiência, mas a juventude está em maioria no plantel?

AP: Aqui, em Ribeirão, gostamos de trabalhar com os jovens, porque acreditamos neles, pela sua irreverência e pela sua ambição. Por outro lado, temos aqui jogadores de muita experiência, de grande qualidade técnica e bons seres humanos, para nos ajudarem a fazer uma boa campanha desportiva. Para que possa haver sucesso é necessário que, para além do bom jogador, haja um homem bom. Como em tudo na vida, temos que ser sérios no que fazemos e se tivermos atitude, se formos todos pessoas de bem, as coisas acabam por correr bem.

CH: Qual o orçamento para a presente época?

AP: O orçamento geral do clube deve rondar os 300 mil euros. Como todos sabem vamos fazer outros investimentos, mas esses não fazem parte deste orçamento.

CH: Assumiu, recentemente, mais um mandato de dois anos, abraçando um projecto com obras relevantes, como seja o edifício sede.

AP: Tinha intenções de não continuar, por cansaço, mas depois dos apoios que tive, decidi avançar e, fazendo-o, achava pouco olharmos apenas para o plano desportivo e entendemos que o clube já merece uma dignidade diferente em termos de instalações desportivas. Nesse sentido, avançámos com algumas obras, como seja a de criar o edifício sede, com várias valências e que comporta um investimento de cerca de 120 mil euros. É um valor avultado, mas desde já agradeço o apoio que nos foi prometido pela Câmara Municipal, e vamos contar com o apoio de todos os ribeirenses que têm estado sempre do nosso lado.

CH: É uma obra para arrancar quando?

AP: Já começámos com algumas obras na zona do bar do clube, remodelando as casas de banho e o piso que fica por cima dos balneários; estamos a remodelar as bancadas; os balneários foram melhorados e o edifício sede começará a ser construído a partir do momento que recebamos luz verde da Comissão Fabriqueira e do Episcopado.

CH: A base de sustentação do clube são os sócios e, nesse sentido, vão avançar com iniciativas para captar mais sócios?

AP: Vamos criar uma infra-estrutura em frente ao estádio para dar apoio aos sócios; já compramos todo o sistema informático que servirá de suporte e temos já indicadas as pessoas que vão coordenar esse sector. A partir desta semana vamos arrancar com uma campanha no sentido de angariar cerca de 2 mil sócios. Acredito que as pessoas vão aderir para, dessa forma, nos ajudarem a tornar o clube cada vez maior.

CH: O comércio e a indústria têm apoiado na medida do desejável?

AP: Queremos sempre mais. Ribeirão é uma terra de muita vitalidade social e económica e temos contado com todos, que nos têm ajudado, mas queremos um bocadinho mais. Todas estas obras que vamos fazer e a campanha de sócios são no sentido de abrir, cada vez mais, o clube a toda a população.Queremos criar condições para que as gerações vindouras herdem um clube com um potencial muito grande.

CH: Apesar da sua intensa actividade empresarial, a verdade é que está sempre presente?

AP: Temos um grupo muito coeso e, por outro lado, como gosto muito de futebol estou sempre junto do grupo de trabalho. Somos um clube diferente, porque nos apoiamos e acarinhamos todos os atletas. Por isso, transparece para dentro das quatro linhas a forte união que existe.

CH: Que benefícios desta parceria com o Sp. Braga?

AP: Trouxe algumas vantagens financeiras e, só por isso, já é importante. Por outro lado, permitiu-nos trazer alguns atletas de qualidade a custos reduzidos. Contratamos jogadores com valia, jovens ambiciosos e nos quais o Sp. Braga também aposta. Fizemos esta parceria e temos orgulho em estar de “braço dado” com o Sp. Braga, que é, talvez, o quarto grande clube nacional em termos de organização.

CH: O Ribeirão vai continuar a pugnar por ser cumpridor com as suas obrigações financeiras?

AP: Tem que ser assim. É com muita dificuldade que o fazemos, mas orgulhamo-nos de sermos cumpridores com os nossos atletas, funcionários e fornecedores. Não é fácil arranjar dinheiro, mas com muitas ajudas continuaremos a ser cumpridores. Isso é um ponto de honra, até para termos um grupo unido e termos uma vida financeira sadia.

CH: O Ribeirão já atingiu o patamar para que se considere o “rosto visível” do desporto concelhio?

AP: Sem dúvida. Há quatro ou cinco anos para cá que o Ribeirão é o principal clube do concelho de Famalicão. As pessoas não dão muito mérito por isto; sabemos que somos mais uma das 49 freguesias do concelho, mas merecíamos uma melhor atenção. Um pouco por causa disso, este ano avançámos com estas obras, dotando o clube de mais e melhor organização e infraestruturas para, definitivamente, sermos, porque já o somos, o rosto visível do desporto no concelho de Famalicão.Aliás, o concelho, pela sua capacidade económica e empresarial, merecia ter um clube num patamar maior. Sei que é difícil, sei que as entidades camarárias não podem dar dinheiro para o futebol… sei uma série de coisas, mas se houvessem mais ajudas, mais comunicação, mais apoio a um clube que tem mostrado organização e rigor, podíamos ter um Ribeirão num patamar superior. Vamos fazendo o que podemos, na certeza de que actualmente somos o melhor clube do concelho e o quinto melhor da AF Braga.
Rui Lima

Bonita Apresentação!


Vitória folgada do Estrela (5-2) no jogo de apresentação do C.D.Ribeirão aos sócios, adeptos e simpatizantes. Um bom jogo de futebol, com duas equipas a preocuparem-se a jogar futebol sem problemas e a darem espectaculo para as muitas pessoas presentes na bancada do Estádio do Passal.

O Estrela na primeira parte, e nas três descidas à área Ribeirense facturou 3 golos, Rui Varela aos 20 minutos na tranformação de um castigo máximo, e também aos 29 minutos, e N'Diaye aos 23 após um canto.

Segunda parte com algumas alterações nos "onze" de cada uma das formações, e o Ribeirão a conseguir equilibrar as coisas, e tendo mesmo conseguir reduzir a diferença no marcador aos 60 minutos, por intermédio de Bruno Pereira. Mas volvidos 10 minutos, o Estrela voltava à carga e na tranformação de um livre, Vítor Vinha fazia o 4-1 e voltava a facturar nesta pré-época onde já apontou 2 tentos. 3 minutos mais tarde, Têti fazia o 5-1 para o Estrela, mas já em cima do minuto 90, Adriano na tranformação de uma grande penalidade reduziu para o Ribeirão e assim fazendo o resultado final 2-5 para o Estrela.

Uma festa muito bonita entre gente humilde e simpatica de ambos os clubes, ainda antes do inicio da partida a direcção do Ribeirão prestou homenagem a Lito Vidigal e aos seus antigos jogadores que agora veste as nossas cores, Monteiro e Nélson Pedroso.

A direcção Tricolor também ofereceu algumas prendas à direcção Ribeirense, e inclusivé, o nosso presidente António Oliveira, deixou um convite a todos os adeptos do Ribeirão e em especial aos seu associados, que se vierem à Amadora e queiram assistir a um jogo do Estrela, basta apresentarem o seu cartão de sócio do Ribeirão que terão entrada gratuíta no Estádio José Gomes.

Um gesto bonito do nosso presidente, e o Blog do Estrela renova o convite e espera ver este ano adeptos do Ribeirão no José Gomes onde serão muito bem recebidos! O Blog do Estrela manda um forte abraço para o Ribeirão e seus adeptos em geral, e a maior sorte do mundo para a nova temporada, e concerteza que o Blog vai acompanhar jornada a jornada a vossa carreira na 2ª Divisão. Também um abraço em especial para o Blog do Ribeirão por quem eu aqui mostro grande consideração e amizade e que serei visitante regular do mesmo espaço.
G.D.Ribeirão 2-5 Est.Amadora
Local: Estádio do Passal, Vila de Ribeirão.
Árbitro: Alberto Sousa - A.F.Braga.
G.D.Ribeirão:- Litos Pica, Paulo Rola, Sidibé e Serafim Bruno Pereira, Abdou e Pedro Moita Pizzi, Forbes e Tiago Martins.
Jogaram ainda: Rui Lopes, Mendes, Javier, Vítor Lobo, Jerónimo, Adriano, Zé Manel, Carlitos e Mesquita.
Treinador: António Caldas.

C.F.Est.Amadora:Nélson Hugo Gomes, Daniel Mustafá, Hugo Carreira e Nélson Pedroso Jardel, Fernando Alexandre e Celsinho N'Diaye, Monteiro e Rui Varela.
Jogaram ainda: Teti, Vítor Vinha, Pedro Pereira, Nuno Coelho, Garavano, Moreno e Filipe Mendes.
Treinador: Lito Vidigal.

Resultado ao intervalo: 0-3
Cartões: Amarelo a Bruno Pereira aos 53 minutos.

in Blog do Estrela da Amadora

sábado, 9 de Agosto de 2008

Jogo de Apresentação


Sábado às 17h30


O GD RIBEIRÃO recebe hoje dia 9 de Agosto, no Passal a equipa do Estrela da Amadora, onde este sábado o GD RIbeirão vai fazer a festa de apresentação aos seus sócios, adeptos e simpatizantes. O jogo está marcado para as 17h30 no Estádio do Passal, Vila de Ribeirão.
António Caldas já deverá apresentar a equipa mais próxima da que será a "ideal" para enfrentar a nova época, mostrando de igaul modo aos sócios o trabalho desenvolvido nas ultimas semanas.

Informo ainda que as entradas no Estádio do Passal são grátis, por isso todos que estiverem interessados compareçam e participem na festa, e claro apoiem o nosso Ribeirão.

sexta-feira, 8 de Agosto de 2008

Palmeira sim, Orlando Sá não!...

Orlando Sá já não vai para o Ribeirão. O jovem avançado Orlando Sá, oriundo do Sp. Braga, não será cedido ao Ribeirão, devendo rumar a um clube da Liga de Honra — Desp. Aves e Gondomar estão entre os candidatos. Assim, a Direcção do clube minhoto busca alternativas para o ataque. Já o defesa-central Palmeira deve integrar o plantel sob as ordens de António Caldas apenas no início da próxima semana. O lateral-esquerdo Vítor Lobo está apto a jogar, por isso defrontará o Estrela da Amadora amanhã no jogo de apresentação aos sócios. Um encontro que está marcado para as 18 horas.
in A BOLA

GD Ribeirão - Escola de Campeões!

Jovem formado no GD Ribeirão chega à Selecção
O jovem jogador João Amorim nasceu para o futebol nas escolinhas do Grupo Desportivo de Ribeirão, passando depois para os infantis, onde foi descoberto e transferido para o Vitória de Guimarães.
Neste momento, o jogador é titular da equipa juvenil do Vitória de Guimarães e a sua última conquista foi a chamada para a Selecção nacional de sub-17 anos que vai disputar o campeonato de países de língua portuguesa que está a decorrer durante o mês de Agosto no Brasil.
Na próxima temporada João Amorim vai continuar a disputar o campeonato nacional de juvenis ao serviço do Vitória de Guimarães, sendo neste momento um dos jogadores formados no GD Ribeirão que maior destaque tem conseguido.
Foto: JM Teixeira

quarta-feira, 6 de Agosto de 2008

Boa exibição frente ao Celta

Celta de Vigo 4-2 GD Ribeirão
O GD Ribeirão realizou hoje em Melgaço mais um jogo de preparação para a época 2008/2009, frente à equipa do Celta de Vigo.
Finalmente uma boa exibição frente ao Celta..quem teve em Melgaço sabe disso, e foram alguns ribeirenses que tiveram presentes...é certo que perdemos 4-2,mas no outro lado havia jogadores como o Ghilas(que marcou os 2 primeiros golos do Celta..)David Rodríguez,Ismael Falcón,Dani Abalo,tudo jogadores conhecidos.
A equipa titular não vai andar longe da que jogou..so deverá entrar o Paulo Rola para o lugar do Serrão...gostei muito de algumas jogadas...agora é esperar por sábado..o Moita marcou os 2 golos, a equipa está a aproximar-se daquilo que sabe fazer!! O 3-2 foi de penaltie e no último minuto o Celta fez o 4-2, se o penaltie não existe, se calhar não perdiamos o jogo. O que demonstra a qualidade que os atletas orientados por António Cladas já se encontram, e ainda estamos a algumas semanas do início dos campeonatos, agora no próximo sábado o GD Ribeirão realiza a sua apresentação aos sócios, frente ao Estrela da Amadora às 18h nos estádio do Passal, e onde poderemos ver os antigos atletas Nelson e Monteiro e o nosso eterno mister Lito Vidigal.

Informações retiradas do site do Celta de Vigo:
G.D. Ribeirao: Litos, Sidibó, Serafím, Abdou, Moita, André Serrás, Forbes, Bruno Pereira, Pizzi, Pica y Tiago Martins. También jugaron Rui Lopes, Jerónimo, Javier, Adriano, Mesquita, Zé Manel y Méndez.

Goles: 0-1, min.8: Dani Abalo recupera el cuero en la medular, cede a Aitor, quien lanza en profundidad con precisión a Ghilas para que el argelino marque con tranquilidad; 1-1, min.11: Falta lejana hacia el área celeste que lanza Moita, Notario mide mal la salida y el balón le supera; 2-1, min.21: Moita marca de falta directa desde la frontal; 2-2, min.32: Buen pase de Trashorras a Ghilas, quien realiza un gran control y bate al portero en su salida; 2-3, min.35: David Rodríguez, de penalti; 2-4, min.90: Gran pase de Iago Aspas a Goran, quien anota el cuarto con un buen remate

Campo: Estadio de Melgaço, unos 300 espectadores

segunda-feira, 4 de Agosto de 2008

Criação de uma CLAQUE!?

A pedido dos frequentadores deste blog e porque já é tempo de o GD Ribeirão ter uma claque organizada para apoiar o clube em casa e fora, deixo aqui o pedido de um ribeirense:

Queria deixar aqui um apelo aos muitos jovens ribeirenses que visitam este blog:não estará na altura de fazer uma claque a sério para apoiar o nosso GD Ribeirão? Parece que não mas jogar com apoio, é muito melhor para os jogadores. Basta alguém concretizar esta ideia que pessoas apareciam para a claque. Nos últimos jogos apareceram os iniciados e alguns juvenis a apoiar o nosso clube e isso ajudou a equipa. Mas acho que está na altura de fazer uma organizada porque os pais muitas vezes não deixam ir esses miúdos nos jogos fora. Podia-se fazer com facilidade uma claque de 50 a 70 elementos formado por jovens até aos 25 anos em que muitos deles são ex-juniores, eles estão sempre nos jogos mas como meros espectadores. O nosso apoio, no mínino nos jogos em casa, era meio caminho andado para a vitória.Deixem a vossa opinião, se concordam ou não com a ideia. Isto tudo para ajudar e mostrar o nosso AMOR pelo GDR.

Ribeirão SEMPRE



Eu dou o meu total apoio à criação de uma claque , até porque já fiz parte de algumas que já existiram, como os Ultra Ribe Boys, Ultra Mancha Azul, utilizarei sempre que for necessário o blog para dinamização e organização da mesma, porque tal como muitos jovens eu quero um Ribeirão cada vez maior e melhor.

Sugiro que sejam lançados nomes para a claque, (em tempos, quando o nosso clube ainda andava pelos distritais existiu um grupo de pessoas que ia sempre ver os jogos do clube e levava sempre consigo uma enorme faxa azul e branca, e que se denominavam 5ª COLUNA), é uma sugestão apareçam mais sugestões, apelo é ao nome em português, tenham sentido patriótico.


Vamos fazer do Passal um inferno pintado de Azul e Branco, vamos fazer aquilo que já fizemos por exemplo no cordão humano e no jogo em Chaves, Sto Tirso e Oliveira de Azemeis, ficam aqui algumas imagens e videos para recordar.






domingo, 3 de Agosto de 2008

2ª DIVISÃO - Quadros competitivos só mudam em 2009/2010

GRUPO DE TRABALHO VAI ELABORAR ALTERAÇÕES

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) decidiu criar um grupo de trabalho que proponha à Assembleia-Geral (AG) do organismo novos quadros competitivos para a II e III divisões a partir de 2009/10.
De acordo com o comunicado pela FPF e após encontro com a Comissão Delegada das Associações Regionais e Distritais, decidiu-se criar este grupo, de forma a alterar os quadros, impossíveis, temporalmente, de modificar ainda para esta temporada.
A FPF revela também não ser possível modificar o formato dos campeonatos, já que a "III divisão ainda não atingiu a forma final, de acordo com o processo de transição aprovado" em AG.
A ideia de criação do grupo de trabalho pretende também garantir "competitividade e estabilidade dos campeonatos nacionais".
Na reunião, o presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), Hermínio Loureiro, comprometeu-se também a levar ao próximo encontro da Comissão Executiva a questão do protocolo entre os dois organismos.

Data: Quarta-feira, 30 Julho de 2008 in Record

Resultados Jogos de Preparação

Juniores SC Braga 2-2 GD Ribeirão

Equipa Inicial: Diego, Pica, Sibidé, Paulo Rola, Serafim, Jerónimo, André Serrão, Bruno Pereira, Moita, Pizzi, Forbes
Marcador: Pica



JUNIORES EMPATAM COM SÉNIORES DO G.D. RIBEIRÃO
2008-07-31

O Estádio 1º de Maio foi palco do primeiro jogo de preparação dos juniores frente à equipa do G.D. Ribeirão que terminou empatado a duas bolas.
Presenciado por mais de uma centena de adeptos, a equipa jovem do SC Braga desde cedo mostrou vontade de jogar de igual para igual frente a uma equipa com maior maturidade futebolística. Aos 15 minutos, os juniores adiantaram-se no marcador por Pedro Soares, através de uma recarga a um bom livre executado por Januário, onde Diego teve dificuldades em suster o primeiro remate.
A equipa manteve o domínio do jogo, surpreendendo o adversário, e aos 25 minutos eleva a contagem para 2-0 por José Manuel, fruto de uma interessante combinação ofensiva. Os adeptos presentes estavam deliciados com o espectáculo protagonizado pelos jovens Gverreiros do Minho.
Porém, o Ribeirão subiu no terreno de jogo nos últimos 10 minutos da 1ª parte, conseguindo reduzir para 2-1 aos 40 minutos através da marcação de um pontapé de canto.
Na segunda parte, o jogo foi mais equilibrado com oportunidades de golo de parte a parte, aproveitando as equipas técnicas para refrescar as suas equipas. O Ribeirão colocou em campo as suas “armas mais maduras”, fazendo sair alguns dos elementos oriundos da equipa júnior do SC Braga da época passada.
Com isso, arranca um livre aos 85 minutos que origina o golo do empate numa excelente execução técnica. O jogo manteve-se dividido até ao seu final, sendo o resultado justo face ao verificado no somatório das partes


Leça FC 1-1 GD Ribeirão
Equipa Inicial: Litos, Pica, Sibidé, Paulo Rola, Serafim, Jerónimo, Abdou, Bruno Pereira, Moita, Pizzi, Forbes
Marcador: Pica