PLANTEL 2014/2015

PLANTEL 2014/2015

sexta-feira, 29 de Junho de 2012

Ribeirão reforça o ataque

O Departamento de Futebol do GD Ribeirão continua a formar o plantel ribeirense para a época 2012/2013, e as novidades agora são para a frente do ataque ribeirense com a contratação de Ansumané (ex: Nogueirense) e André Gonçalo (ex: Pampilhosa).
No caso de Ansumané é o regresso ao Passal depois de ter feito parte da formação inicial da pré epoca transacta, mas por questões legais não foi possível contar com os seus préstimos, Ansumané é um atleta jovem de 21 anos Guineense de nacionalidade e que já está em Portugal à duas temporadas, tendo marcado já mais de 18 golos desde que cá está.
Quanto a André Gonçalo, é mais um jovem jogador de 22 anos, formado no Sporting e na Académica de Coimbra e que procura singrar enquanto sénior depois de ter provado ser uma jovem promessa e de na época passada ser um dos melhores marcadores da 3ª divisão ao ter apontado 19 golos numa só temporada.

ANSUMANÉ

DADOS PESSOAIS
NomeAnsumane Faty Júnior
NacionalidadeGuiné-Bissau Guiné-Bissau
Nascimento1991-06-21 (21 anos)
NaturalidadeGuiné-Bissau Guiné-Bissau
PosiçãoAvançado
Pé preferencialDireito
Altura175 cm
Peso81 kg
ClubesNogueirense FC, Candal, Sp. Bissau


ANDRÉ GONÇALO
DADOS PESSOAIS
NomeAndré Costa Gonçalo
NacionalidadePortugal Portugal
Nascimento1990-06-04 (22 anos)
NaturalidadeSé Nova, Coimbra - Portugal Portugal
PosiçãoAvançado
Pé preferencialDireito
Altura175 cm
Peso80 kg
ClubesPampilhosa, Anadia, Gândara, Académica, Sporting

quarta-feira, 27 de Junho de 2012

João Ferreira para a baliza

O GD Ribeirão continua a reforçar-se, desta feita o reforço é para a baliza, com a contratação do guarda-redes João Ferreira, ex: Varzim. Trata-se de um jovem guardião de apenas 21 anos e que teve a sua formação no Rio Ave e Esposende.


DADOS PESSOAIS
NomeJoão Manuel Lemos Batista Ferreira
NacionalidadePortugal Portugal
Nascimento1990-09-07 (21 anos)
NaturalidadeEsposende - Portugal Portugal
PosiçãoGuarda Redes
Pé preferencialDireito/Esquerdo
Altura182 cm
Peso78 kg
ClubesVarzim, Fão, Rio Ave, Esposende


De saída do Ribeirão, estão o guarda-redes João Cruz e o defesa Ciomar, que vão para a AD Oliveirense por empréstimo, cedido pelo clube ribeirense.

terça-feira, 26 de Junho de 2012

Ribeirão TV


O GD Ribeirão já dispõe de mais um meio de divulgação das suas actividades desportivas, agora é através das funcionalidades do Meo Canal.
Para ver o canal ribeirense prima o botão verde do comando MEO e insira o nº 896615 para ver o canal Ribeirão TV.

quinta-feira, 21 de Junho de 2012

Varela e Raviola são reforços

O GD Ribeirão continua a construir o seu plantel para a época 2012/2013 na 2ª divisão zona norte.
Desta vez reforçou-se em Chaves, com o regressado Ângelo Varela médio centro e com Raviola outro médio, ambos jogadores experientes e que já jogaram em escalões superiores do futebol português e que vem acrescentar mais valor ao plantel ribeirense que vai tomando forma, e pelo que vamos vendo, temos uma equipa recheada de jogadores experientes e que nos darão certamente muitas alegrias ao longo da temporada.

DADOS PESSOAIS
NomeÂngelo Manuel Ferreira Varela
NacionalidadePortugal Portugal
Nascimento1980-03-25 (32 anos)
NaturalidadeParedes - Portugal Portugal
PosiçãoMédio
Pé preferencialDireito
Altura175 cm
Peso65 kg
ClubeChaves, Fátima, Estoril Praia, Ribeirão, Ermesinde, FC porto, Pampilhosa, Estarreja


DADOS PESSOAIS
NomeDomingos André Sampaio Pacheco
NacionalidadePortugal Portugal
Nascimento1984-02-15 (28 anos)
NaturalidadeGuimarães - Portugal Portugal
PosiçãoMédio
Pé preferencialDireito
Altura171 cm
Peso70 kg
ClubesChaves, Freamunde, Joane, FC Porto, Guimarães

terça-feira, 12 de Junho de 2012

Miguel Vaz é reforço do GDR

O GD Ribeirão assegurou a contratação de Miguel Vaz (ex:Lousada), um médio polivalente que já vestiu as cores ribeirenses na época 2010/2011.

É um regresso de um jovem valor do futebol nacional, e que boas impressões tinha já deixado aquando da sua passagem e que agora regressa mais maduro e com vontade de triunfar ao serviço do Ribeirão.

segunda-feira, 11 de Junho de 2012

Entrevista a Tiago Mesquita

Entrevista a Tiago Mesquita, realizada pelo blog Rumo ao Estrelato, onde o jovem ribeirense não esqueceu as suas raízes e o Amor que nutre pelo GD Ribeirão.


Entrevista a Tiago Mesquita















Produto das escolas de formação do CD Trofense e GD Ribeirão, Tiago Mesquita (ver artigo) fala em exclusivo ao Rumo ao Estrelato da sua carreira, com especial destaque para a sua passagem pelo futebol espanhol, ao serviço do histórico Alavés. Internacional sub-19 e sub-20, o jovem regressou esta época ao nosso país para representar a Naval 1º Maio e estrear-se assim numa competição profissional em Portugal. Para além disso, avalia o momento actual do futebol português e deixa ainda alguns dados curiosos relativos ao seu percurso futebolístico.

RE - O Tiago começou muito cedo a jogar futebol no CD Trofense. Nesta altura, imaginava tornar-se profissional de futebol?

TM - Como qualquer miúdo que começa a dar os primeiros passos no futebol, sonhava um dia ser jogador de futebol. Mas, desde pequeno, tive os pés bem assentes na terra e sempre dei prioridade aos estudos pois sabia que era um sonho difícil de concretizar. Felizmente tive essa sorte e sinto-me um afortunado por estar a realizá-lo.


RE - Após vários anos na formação da cidade da Trofa, rumou ao GD Ribeirão. Na turma famalicense, foi sempre encarado como um dos jovens mais promissores da formação e conseguiu chegar à equipa principal ainda com idade de júnior por indicação de Lito Vidigal. Que recordações guarda desse tempo?

TM - São recordações que jamais irei esquecer. Foi bom sentir a confiança de um treinador com tanto prestígio e que acreditou no meu potencial como o Mister Lito Vidigal. Nunca mais me esqueço de uma frase que ele me disse: “Se acreditares e trabalhares muito, tens capacidade para um dia ser jogador profissional de futebol”. Essa confiança permitiu-me ter a sorte de fazer parte de uma das páginas mais bonitas da história do GD Ribeirão, que quase culminou com a subida à Liga de Honra. São momentos que jamais esquecerei e que guardarei com carinho no meu coração.


RE - As performances positivas levaram-no à seleção de sub-19. Qual a sensação de representar o seu país?

TM - É difícil arranjar palavras para descrever um momento tão especial para mim. Ouvir e cantar o hino nacional foi, até agora, o momento mais alto da minha carreira. Trabalho com o objetivo de um dia voltar a ter essa sorte.
















RE - A carreira foi evoluindo e em 2009 surgiu uma grande mudança na sua carreira com a transferência para o Alavés. Que avaliação faz dos dois anos que passou em Espanha?

TM - Foram dois anos de muito crescimento como jogador e como pessoa. Cheguei muito novo ao clube e todos os dias serviram-me de aprendizagem. Foi a primeira vez que me afastei da minha família e, apesar de nos primeiros tempos ter sido difícil, hoje estou convencido que esse passo permitiu-me crescer como pessoa e tornar-me mais maduro. O facto de também poder jogar num clube com condições e estrutura de topo e apoiado por adeptos fanáticos foi fantástico. Representar o Deportivo Alavés foi um passo importantíssimo na minha ainda curta carreira.


RE - Quais as principais diferenças que encontrou entre o futebol português e o espanhol?

TM - A principal diferença é a afluência aos estádios. Por exemplo, quando jogávamos em casa tínhamos, em média, sete mil pessoas no estádio, enquanto que nos encontros fora haviam, em média, três mil pessoas. São números que em Portugal não se aplicam na grande parte dos estádios da 1ª Liga.


RE - Já esta temporada, regressou a Portugal para representar a Naval. No entanto, apenas foi opção nas últimas partidas do campeonato. A que se deveu esta escassa utilização?

TM - A minha experiência em Espanha permitiu-me voltar a Portugal mais forte e tive a sorte da Naval ter-me dado essa oportunidade. Porém, a chegada numa fase tardia da época - final de Agosto - condicionou-me, para além de outros factores que contribuíram para a pouca utilização.


RE - Tem contrato por mais duas épocas. Quais as suas expectativas para a próxima temporada?

TM - Estou muito entusiasmado com a próxima época. O meu desejo é afirmar-me no futebol português e, para isso, espero poder jogar regularmente e ser membro importante no clube. As expectativas são altas quer a nível individual quer em termos colectivos, desejando que a Naval acabe a época com a desejada subida à 1ª Liga.
















RE - Pedimos-lhe agora que faça uma auto-avaliação e que se descreva enquanto jogador.

TM - Sou um defesa direito que procura, primeiramente, defender bem e depois ajudar o ataque, de forma a criar desequilíbrios. Penso ser um bom jogador de equipa, disposto a aprender e que procura continuar a crescer como jogador, trabalhando todos os dias no limite para poder subir na carreira.


RE - Na sua opinião, quais as principais promessas nacionais e internacionais que poderão despontar futuramente?

TM - Felizmente, temos no futebol português vários jogadores capazes de chegar ao mais alto nível e poderem ser referências na Selecção A. Destaco dois jovens portugueses de grande qualidade, com quem tive o privilégio de trabalhar, por várias vezes, na selecção, nomeadamente o André Martins do Sporting e o internacional A Nélson Oliveira, de quem todos nós esperamos muito. A nível de promessas internacionais, estou desejoso por ver o Eden Hazard na sua nova etapa no Chelsea.


RE – Como avalia toda esta situação que envolve salários em atraso?

TM - É uma situação extremamente preocupante. Portugal encontra-se num nível de crise profundo e o futebol português não foge à regra. Penso que a solução passa pela boa planificação directiva de uma época, fazendo contas das receitas que irão ter durante o ano e o dinheiro que terão disponível de orçamento e, dessa forma, não gastar mais do que aquilo planeado.


RE – Na próxima época, as equipas B estão de regresso. Está de acordo? Acha proveitoso para os jovens portugueses?

TM - Numa altura em que se fala da falta de aposta nos jovens portugueses, as equipas B são uma lufada de ar fresco. Vão permitir o surgimento de jogadores que, em condições normais, seriam relegados para escalões inferiores e, provavelmente, esquecidos. É a melhor forma de poder existir uma boa transição para o escalão sénior, uma fase onde costumam “morrer” muitos talentos portugueses.


RE – Uma opinião sobre o Rumo ao Estrelato.

TM - Gostaria de agradecer esta oportunidade e o facto de reconhecerem o meu trabalho. Aproveito igualmente para elogiar o blog, que tenho vindo a acompanhar desde a sua criação, e desejar a continuação de um excelente trabalho.



sábado, 9 de Junho de 2012

Noticia Jornal Viver a Nossa Terra


Iniciados A e B do GD Ribeirão Campeões
Quarta, 23 Maio 2012
Image
Iniciados A
Image
Iniciados B
Na época que agora finda, o Grupo Desportivo de Ribeirão com duas equipas no escalão de Iniciados, conseguiu a proeza inédita de ter conseguido que ambas as equipas fossem campeãs. 
Da 1ª divisão, os Iniciados A subiram à divisão de honra da AF Braga. Após 26 jornadas, posicionaram-se no 1º lugar tendo relegado o Vitória de Guimarães para segundo lugar e a AD Oliveirense para 3º.
Da 2ª divisão, os Iniciados B relegaram o Lousado e o Famalicão para lugares secundários, tendo inclusivamente goleado o Lousado no passado fim-de-semana por 4 bolas a 1.
Num jogo com muito público presente num jogo entre vizinhos que estão no topo da classificação e que apoiaram sempre as suas equipas, assistiu-se a uma primeira parte muito equilibrada.
Das poucas vezes que o Lousado foi à baliza do Ribeirão fez o golo, num remate de fora da área. A partir daí, o jogo só teve um sentido e antes de terminar a primeira parte do encontro, o Ribeirão empatou a partida, dando desta forma maior justiça ao marcador.
Na segunda metade do desafio, o GD Ribeirão soltou-se e conseguiu explanar o seu futebol que o caracteriza nomeadamente, através de muita posse de bola.
Naturalmente, os golos foram aparecendo tendo este encontro terminado com uma goleada de 4 a 1 a favor dos Ribeirenses.
A ambas as equipas de Iniciados que conseguiram terminar os seus campeonatos em primeiro lugar, endereçamos os mais sinceros parabéns pelo pelos títulos alcançados e desejámos que esta senda de vitórias se mantenha para as próximas épocas.
Victor Ribeiro

in jornal Viver a Nossa Terra (http://www.ccdr.pt/content/view/1556/71/)

terça-feira, 5 de Junho de 2012

Equipas Prováveis IIª Divisão Zona Norte 2012/2013

O campeonato nacional da 2ª Divisão Zona Norte época 2012/2013 deverá ter o figurino que abaixo apresento, digo deverá, pois ainda falta saber quem acompanha o Tondela na subida à 2ª Liga, caso seja o Varzim, as equipas que irão competir na zona norte serão certamente as que apresento.
Permanecem da época passada, o Ribeirão, Tirsense, Famalicão, Limianos, Chaves, Fafe, Mirandela, Macedo de Cavaleiros e Vizela da Zona norte, acrescentando-se as equipas da zona centro que agora virão para a zona norte porque as equipas da Madeira não farão parte da zona norte, e as equipas são as do Boavista, Gondomar, Amarante e Padroense, para fechar o lote de 16 equipas temos as equipas que ascenderam à 2ª divisão como é o caso do Joane, Vilaverdense e Infesta.
Uma série novamente muito competitiva, com equipas históricas a competir connosco, falo de ex-primodivisionários como é o caso do Boavista, Famalicão, Chaves, Fafe e Tirsense, mas não podemos esquecer emblemas importantes como o Vizela e o Gondomar que já deram cartas no futebol nacional, e claro está clubes como o Ribeirão e Padroense que se tem afirmado no futebol português e que impõem respeito aos seus adervsários, bem como das restantes equipas que tem realizado bons campeonatos, como o Mirandela, Macedo, Limianos, Amarante e dos que subiram, Joane, Vilaverdense e Infesta.


sábado, 2 de Junho de 2012

Noticia do jornal O Jogo


RIBEIRÃO

Pedro Albergaria e Hugo Cruz são reforços

Publicado ontem às 15:58, por Artur Mesquita
Pedro Albergaria, guarda-redes
Clube da II Divisão continuará a ser treinado por António Carvalho
O guarda-redes Pedro Albergaria, ex-Tirsense, e o médio Hugo Cruz, ex-Arouca, são os últimos reforços do Ribeirão, da II Divisão. A equipa, que continuará a ser treinada por António Carvalho, já tinha contratado o experiente central Joel, ex-Leixões, e do médio Flávio Igor, ex-Famalicão, e renovado com João Cruz, Paulo Roberto, Cerdeira, Vitinha, Daniel, Diogo e Paulo Rola. Com estas duas últimas entradas, o Ribeirão faz uma aposta clara na subida aos escalões profissionais, até porque a experiência destes jogadores, ambos com 31 anos, garante estabilidade ao treinador António Carvalho. Pedro Albergaria, natural da Maia, começou no Boavista, onde se manteve durante seis anos, alinhando depois no Gondomar. Na Liga de Honra, defendeu as cores do Estoril e do Maia, passando ainda por Lamas, Famalicão e Marco, e estava há seis anos no Tirsense. Já Hugo Cruz começou no FC Porto, tendo passagens por Braga B, Famalicão e Tirsense, onde permaneceu sete temporadas e de onde saiu para o Arouca, onde se manteve nas duas últimas épocas.